» Conheça a sua pele » Anatomia da pele

A pele é um dos maiores órgãos do corpo humano, correspondendo a 16% de seu peso.

Recobre o corpo protegendo-o da perda excessiva de água e do atrito, e dos raios ultravioletas do sol. Também recebe estímulos do ambiente e colabora com mecanismos para regular sua temperatura.

Veja então como é a camada mais superficial da pele.
 
É constituída por uma camada superficial fina, formada por células em forma de placas (queratinócitos), marcada por uma rede de sulcos que a dividem em pequenos polígonos, que podem ser vistos a olho nu, como acontece no dorso das mãos.

Abaixo, estão as outras células onde estão inclusive as de defesa e os melanócitos.

O que podemos enxergar a olho nu, observando a pele (superfície cutânea):

Linhas de tensão: do ponto de vista prático, são importantes para o conhecimento médico, pois evitam que cortes cirúrgicos ou por traumas causem cicatrizes muito marcantes, quando estas linhas não são respeitadas. São produzidas por fibras da derme (colágeno), que geram uma delicada rede de rasas ranhuras, que se encontram em ângulos, formando assim áreas com aspectos poligonais.

Linhas de flexão: são resultantes de dobras da derme e são importantes para as áreas que estão relacionadas com os movimentos das articulações.

Cristas papilares: responsáveis pelas impressões digitais. São formadas por estreitas cristas que estão separadas entre si por finas ranhuras e se dispõem em forma de curvas. Originam-se em conseqüência da elevação da epiderme pelas papilas dérmicas ou cristas subjacentes (vizinhas)

Estrutura completa da pele

A pele é constituída por camadas: epiderme e derme, nas quais estão imersos os anexos cutâneos, firmemente unidas entre si. Ambas as camadas são mutuamente interdependentes durante a vida pré e pós-nascimento.
 
A epiderme é mais externa, formada por um revestimento de camadas de células sobrepostas, sendo que as células superficiais são achatadas e compõem uma camada córnea rica em queratina (por isso, a pele é classificada como um epitélio estratificado pavimentoso queratinizado). Sua espessura varia de acordo com a região do corpo, chegando a 1,5mm na região plantar.

Renovação da Pele: A pele renova-se continuamente, as células nascem na camada basal e vão empurrando as células mais externas, de forma que a divisão entre as camadas mencionadas acima não é nítida, mas um processo contínuo.

clique sobre a figura para visualizar em tamanho natural

A derme é a camada mais profunda, sendo formada por muitas estruturas com características elásticas (denso estroma fibroelástico de tecido conjuntivo), grande quantidade de vasos sangüíneos (redes vasculares) e fibras nervosas. Além disso, nesta camada também estão localizadas as glândulas e outros anexos (ex: pêlos, glândulas sebáceas e sudoríparas e unhas) que derivam da epiderme.

A pele repousa sobre um tecido subcutâneo (hipoderme ou panículo adiposo), que tem a função de apoiar e unir a pele ao resto do corpo, permitindo que a pele deslize livremente sobre as estruturas mais profundas do corpo.

Estrutura da pele
 
Visualize a estrutura da pele de forma tridimensional como um objeto através da realidade virtual. Vale a pena conferir!

Versão baixa resolução (700kb)
se você tem linha discada

Versão alta resolução (1,1Mb)
se sistema de acesso rápido

Para visualizar você precisa do IE 5.0 com VRML instalado ou clique aqui para baixar o plugin.

Embriologia da Pele (origem da pele durante a gestação)

Durante o período embrionário, a epiderme deriva de um grupo de células denominada de ectoderme, cresce para dentro da derme, dando origem aos anexos da pele: glândulas sudoríparas, folículos pilosos, glândulas sebáceas e as unhas.

Como será que você percebe as sensações da pele?

A primeira e mais lembrada função da pele é a sua capacidade de receber estímulos. Isto é possível porque a pele é ricamente inervada e apresenta diferentes receptores especializados para percepções separadas: dor, temperatura, pressão e tato. Veja os diferentes receptores e suas funções:
 
Corpúsculo de Krause (sensibilidade ao frio) Células de Merkel Corpúsculos de Meissner
(táctil)
Corpúsculo de Vater-Pacini (pressão) Terminações nervosas livres
(dor e temperatura)
Corpúsculo de Ruffini (sensibilidade ao calor)

Homúnculo
 

Você sabia que a precisão (sensibilidade, motora, etc) de várias partes do corpo depende do grau que estas partes estão "projetadas" no cérebro?

Você sabia que na neurologia utilizam uma forma esquemática para representar isto ilustrativamente? Este esquema é chamado de homúnculo...

Veja a figura ao lado. Quanto maior o tamanho da parte do corpo desenhada, significa maior representação desta parte no cérebro.

Saúde Total.com ® 2004